To regulando no açúcar!

Consumo de açúcar deve ser regulado, afirmam cientistas

Novo estudo indica que os efeitos danosos do açúcar no organismo são semelhantes aos promovidos pelo álcool; diabetes está entre as doenças que mais causam mortes

Em comentário publicado na edição desta quinta-feira, 2, da revista Nature, três cientistas da Universidade da Califórnia em San Francisco destacam outro responsável pela mudança na saúde pública mundial, além do cigarro e do álcool: o açúcar.

Os autores afirmam que os efeitos danosos do açúcar no organismo humano são semelhantes aos promovidos pelo álcool e que seu consumo também deveria ser regulado.

Estadão – Saúde: 02 de Fevereiro de 2012

Acho que não era tão necessário assim ter três cientistas e um artigo na Nature para saber que o açúcar – em excesso – não é lá muito bom para saúde, não! Se bem que qualquer coisa em excesso não é um bom negócio, não é mesmo?

Nosso organismo, assim como carro, necessita diariamente de certa quantidade de energia. Esta é provida em grande parte pelos carboidratos (também conhecidos como sacarídeos – do Grego: sakcharon, açúcar), uma classe de compostos orgânicos. É interessante notar que todos os carboidratos ou hidratos de carbono possuem entre si uma semelhança que é a molécula de glicose. Nosso metabolismo, ou melhor, o conjunto de reações químicas que ocorrem no organismo, quebram os carboidratos resultando em glicose – um monossacarídeo, uma molécula de açúcar simples – que percorre nosso corpo através do sangue, provendo assim energia para todas as células.

Duas moléculas de açúcar simples podem se ligar entre si formando uma “molécula dupla”.

O terrível açúcar de mesa que adoça nossa vida, nada mais é que uma dessas moléculas duplas formadas por uma molécula de glicose mais uma de frutose, sendo também chamada de dissacarídeo.

Sacarose

Outros dissacarídeos importantes são a lactose (glicose + galactose) açúcar encontrado no leite e maltose (glicose + glicose), também conhecido como açúcar do malte.

Bom, voltando ao temido açúcar de mesa que é tão ou mais prejudicial que o álcool ou o tabaco, aqui no Brasil ele é fabricado a partir do caldo de cana-de-açúcar. Já na Europa o açúcar é feito de beterrabas por um processo bem semelhante ao da cana. O problema é que dizem que a caipirinha feita com açúcar de beterraba não fica tão legal, não… mesmo com uma boa cachaça mineira!

E esse tal de açúcar invertido, o que é que ele é?

Quando se faz passar uma luz especial (luz plano polarizada) por uma solução de sacarose, percebe-se que esta tem a capacidade de rotacionar, mudar, a direção da propagação do plano da luz no sentido horário. Quando a água quebra a molécula do dissacarídeo num processo que chamamos carinhosamente de hidrólise com o auxílio de enzimas – as invertases –, a solução resultante rotaciona esta mesma luz especial no sentido contrário, ou seja, anti-horário. É por isso que chamamos o açúcar de invertido, pois agora ele inverte a rotação “original” da luz!

E o que tem de tão especial nesse açúcar?

Ele é mais doce que o próprio açúcar!

Pois é… mais doce ainda pois agora temos a presença de frutose livre na mistura. A frutose é mais doce em relação à sacarose cerca de 33% (!) sendo encontrada em muitos alimentos industrializados.

Mas não se preocupe, pois a frutose libera as mesmas 4 kcal (quilocalorias) por grama que a sacarose.

Segue um video sobre sacarose:

Anúncios

, , , , , ,

  1. Deixe um comentário

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: